An004Fev17 - FotoMBoe

Setembro/2019
“Fotografar é viver dos acertos e erros!”
Oito anos no ar!
Iniciado em: 01/10/2010
Novo visual e facilidade de acesso!!!
Ir para o conteúdo

An004Fev17

Foto: Grátis > Escala de Cinza > Análise
• Nos exemplos acima é possível comparar duas imagens, acima à esquerda e à direita, a primeira em cores de uma flor e a segunda em escala de cinza, uma condição que proporciona outra leitura e forma de análise. O colorido nos chama atenção de maneira vigorosa, já em escala de cinza, não se perde a beleza da flor e da imagem, mas o vigor das cores é substituído pela força da passagem tonal entre os neutros preto, cinza e branco.
• Essa comparação foi feita para mostrar como é importante saber quando uma imagem trará bons resultados quando em escala de cinza, em monocromia ou sépia. A visualização em escala de cinza permite imaginar o resultado final. Quando dos filmes, sejam eles em cores ou em escala de cinza (conhecidos como preto & branco), não era possível verificar os resultados das capturas, pois era preciso esperar a revelação do negativo, fazer um copião ou diretamente as cópias em papel.
• Essa é a primeira questão a ser respondida e obviamente solucionada. É preciso para tanto aprender. Trata-se de uma questão de ajustar seu modo de ver, a imaginação será seu maior aliado. Não é fácil fazer essa passagem, principalmente com relação às escalas tonais, mas com o tempo, experimentando e vivenciando, a visualização em escala de cinza será possível.
• Com essa capacidade desenvolvida as suas capturas serão mais interessantes, sejam elas em cores, monocromáticas ou em escala de cinza.
• Para que uma imagem em escala de cinza fique boa é preciso entender que os tons de cinza tem que ter uma boa gradação tonal, não se misturem a outros tons de cinza de outras formas ou elementos, tanto no primeiro plano, bem como no segundo e ou no fundo, mesmo quando a profundidade de campo é menor (o fundo não é nítido).
• É preciso perceber, por exemplo, a textura, as formas, o volume, as distâncias e até o movimento virtual.
• A boa fotografia em escala de cinza não apenas requer sensibilidade, vontade e dedicação, mas unido a esses o ato de conseguir visualizar em escala de cinza, essa regra vale para a monocromia, sépia e o preto & branco (não conhece equipamento que faça captura em P&B, apenas pela conversão via software em computador), pois a imagem P&B é formada apenas pelos neutros preto e branco, não existem tons de cinza. Não há como dispensar nenhum deles, mas se o fotógrafo não estiver preparado para a escala de cinza suas imagens serão rotineiras.
• Ao fazer suas capturas é preciso aprender a visualizar sua imagem em escala de cinza e não em cores durante o enquadramento, a não ser que ajuste o equipamento para capturas em escala de cinza, erroneamente denominado de P&B. A desvantagem dessa ação está na condição que é muito mais complexo converter uma imagem em escala de cinza para cores do que o contrário.

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS:

• Todos os direitos reservados! É proibido imprimir, copiar, distribuir (mesmo a título de gratuidade), encartar, reproduzir (por qualquer meio mecânico, eletrônico, digital, fotográficos, filme, e vídeo), sem a devida autorização fornecida por escrito pelo proprietário do Site FotoMBoé.com. Todas as imagens (desenhos, pinturas, ilustrações, fotografias, vídeos etc.), textos, slides show, galerias, apresentações (em Flash, exe, html etc.) foram produzidas por Vivaldo Armelin Júnior que é o detentor dos direitos autorais.
• É permitida a abertura exclusiva online, qualquer outra possibilidade é necessário autorização por excrito, como acima descrito. Contato por e-mail.

São Paulo - SP, Brasil
Voltar para o conteúdo