Flores & Close-up01 - FotoMBoe

Novembro/2019
“Fotografar é saber 'OLHAR'!”
Nove anos no ar!
Iniciado em: 01/10/2010
Novo visual e facilidade de acesso!!!
Ir para o conteúdo

Flores & Close-up01

Exemplo Prático > Temas A-J > Fotos & Efeitos > Composição
*Em ordem de lançamento!
Flores e a luz Natural - 02
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mai./19
• Entender a luz é fundamental para um desenhista, pintor, escultor, gravador e fotógrafo. Todos, para produzir obras de arte, precisam entender a luz e seus efeitos sobres elementos naturais ou não. Na fotografia a luz é a matéria prima, portanto, sem um breve conhecimento sobre ela é impossível conseguir boas imagens.
• Existem duas possibilidades, a luz direta e a luz indireta ou rebatida. Estes dois casos estão integrados e não separados porque a luz rebatida ocorre também em áreas de luz direta. Esta primeira fotografia foi feita em um dia ensolarado, mas a flor estava encoberta pela vegetação, porém bem iluminada pela luz rebatida pelo meio. Nesse caso essa luz não será neutra, pois trará a cor ou cores do(s) elemento(s) a sua volta. O resultado será interessante, mesmo no meio do dia.
• O importante é garantir que hajam áreas de luz e sombra, ou ainda, transparências.
• Esta foto acima tem área de luz direta e luz rebatida, e ainda, uma área de sombra projetada, fato que a valorizou e criou uma leitura diferenciada além da atenção para a flor e seu visitante a abelha.
• Já nesta fotografia a força da luz solar é intensa e criam áreas de sombra própria que dão à imagem mais volume. A transparência, por sua vez não só valoriza a flor, mas também a luz que a atinge.

• Existem diversas maneiras e modelos para captura em close-up. Neste primeiro texto falaremos um pouco do close-up e ou macro para captura de flores, os cuidados, problemas e equipamento necessário.
• As flores são excelentes temas, mas é preciso saber como capturar boas imagens. Geralmente essa captura fica impossível com câmeras compactas simples, pois estas não tem bom macro, a maioria acima de quarenta centímetros, não tem zoom óptico, tem lente de vidro e seus sensores são muito pequenos.
• Uma compacta intermediária tem distância focal boa, menos de 40 cm a distância entre a câmera e o modelo, na maioria é possível posicionar-se a vinte e até trinta cm do modelo.
• Outra condição importante é a de permitir ajuste de velocidade de obturação, pois muitas vezes a flor está em ambiente interno e com pouca iluminação. Uma velocidade de obturação mais baixa e o uso de um tripé favorecerá a captura de uma bela imagem.
• Quanto mais baixo o ISO melhor será a qualidade da imagem, condição que produzirá melhores resultados, se desejar fazer ampliações, nesse caso não haverá granulação ou ruído.
• O uso de rebatedores brancos ajudará no controle da luz e a melhorará a qualidade da imagem, pois permitirá visualizar maior quantidade de detalhes.

• Imagem obtida com a Canon A640, velocidade de obturação 1/25 s, abertura do diafragma (escala do valor "F") f2.8, ISO 100 a 10 cm da flor.
• Imagem capturada em posição frontal e rebatedor lateral branco de 30 cm (quadrado).
• Não foi utilizado o tripé ou mini tripé, mas a câmera estava apoiada em uma cadeira, em ambiente interno.

• O foco nas pétalas teve o objetivo de valorizar a sua textura e variação tonal. É possível perceber o relevo nas pétalas.
• Quanto ao fundo verde valorizou-se a flor. A profundidade de campo também foi bem ajustada.
• Não foi utilizado o flash e nenhum tipo de iluminação artificial, condição que deichou a imagens um pouco mais escura, mas essa pode ser ajustada no computador.

• Esta imagem, à direita, foi obtida com a Canon A640, velocidade de obturação 1/400 s, abertura do diafragma f/4, ISO 80 e a 15 cm da flor.
• Esta foi obtida em ambiente externo, dia ensolarado e por volta de dez horas da manhã.
• Há foco no elemento principal e a profundidade de campo o valoriza.

• Não foi utilizado rebatedor e a câmera estava na mão.
• As cores tênues e iluminadas das pétalas destacam a folha e os filamentos que brotam de seu interior.
• Outra condição importante, a imagem foi capturada ajoelhando-se para estar ao mesmo nível da flor.

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS:

• Todos os direitos reservados! É proibido imprimir, copiar, distribuir (mesmo a título de gratuidade), encartar, reproduzir (por qualquer meio mecânico, eletrônico, digital, fotográficos, filme, e vídeo), sem a devida autorização fornecida por escrito pelo proprietário do Site FotoMBoé.com. Todas as imagens (desenhos, pinturas, ilustrações, fotografias, vídeos etc.), textos, slides show, galerias, apresentações (em Flash, exe, html etc.) foram produzidas por Vivaldo Armelin Júnior que é o detentor dos direitos autorais.
• É permitida a abertura exclusiva online, qualquer outra possibilidade é necessário autorização por excrito, como acima descrito. Contato por e-mail.

São Paulo - SP, Brasil
Voltar para o conteúdo