Fotodenúncia01 - FotoMBoe

Outubro/2019
“Fotografar é viver dos acertos e erros!”
Nove anos no ar!
Iniciado em: 01/10/2010
Novo visual e facilidade de acesso!!!
Ir para o conteúdo

Fotodenúncia01

Registro Fotográfico
Fotodenúncia - Pichação 01
Por: Vivaldo Armelin Jr.
• O ato de pichar paredes, postes, muros, entre outras, é um ato de rebeldia e crime, que deveria ser passível de sérias punições. Pichar é desrespeitar o direito do proprietário do imóvel, vitrine, porta etc. Quem picha é delinquente e irresponsável.
• Diferente da pichação, existe o grafite, uma técnica de pintura, portanto arte, e quem o faz pede autorização ou é convidado pelo proprietário de uma parede, muro, porta de aço etc.
• A pichação só serve para deixar a cidade feia, não é arte e muito menos uma forma de expressão digna de respeito, pois não tem qualidade e nem mesmo respeita as técnicas de pintura. O objetivo é apenas da adrenalina e do “perigo”, mais nada. Essas pessoas não respeitam nada, atacam até edifícios tombados, monumentos artísticos e históricos, sua e minha casa.
• Capturamos algumas imagens fotográficas de pichações na cidade de São Paulo, para mostrar o fragrante desrespeito e a falta de caráter destes pichadores.
• A boa fotografia também faz denúncias em sites P2P, redes sociais, sites de denúncias, blogs, para alertar as pessoas e aumentar a cobrança sobre o poder público, que nada faz para combater esses criminosos.
• O custo para um proprietário limpar a sujeira feita por pichadores é alto.
• Fazer grafite é envolver-se em uma forma de expressão humana limpa e que respeita o outro ser humano, pichar não respeita nada, só suja.
• Para melhorar nossa cidade é preciso acabar com a pichação e não mais permiti-la.
• O bom fotógrafo também registra a destruição para que seja possível combatê-la, não apenas para guardá-la.
• Uma sociedade organizada e que respeita os direitos de terceiros, sabe o que é cidadania. Um cidadão não destrói o bem privado e tão pouco o público.
• Os gêneros fotográficos são diversos e todos importantes, pois são uma maneira de registrar a vida, o meio, fenômenos e a destruição. Neste trabalho usaremos como exemplo a destruição do meio ambiente pelo governo do Estado de São Paulo em nome de um suposto progresso.
• Esse mesmo governo que provocou o desabastecimento na cidade de São Paulo por não investir em captação de água.
• A destruição de parte da reserva da Cantareira está desalojando uma grande quantidade de animais, destruindo mananciais e fontes de água.
• Com uma câmera compacta ou até mesmo com um celular é possível denunciar disponibilizando as imagens fotográficas ou em vídeo no Facebook, Flickr, Twitter, Instagram, entre outras.
• É importante separar o progresso e a sobrevivência do ser humano, sem a vida selvagem, não haverá vida humana. Sem o verde das matas e florestas não haverá oxigênio e as doenças se proliferarão em múltiplas epidemias.
• Precisamos mudar a cabeça da população e olhar mais para o nosso planeta, a fotografia é um meio importantíssimo para esse tipo de ação.
• Seja um agente transformador, denuncie esses abusos, garanta um futuro para seus filhos, netos, bisnetos etc.
• Vejam as imagens abaixo o estrago feito, ou melhor, a prática do homicídio contra quem não pode se defender, a vida animal e vegetal. Caso a população aprenda a não mais eleger gentinha que não se interessa pela vida humana, denunciando, este país poderá ter futuro digno.
• Tudo que estava nesse local deu lugar a chão batido e que após as chuvas leva terra e assoreia os córregos, nascentes, rios. Que progresso é esse?
• Esta é uma vista geral, onde é possível ver a destruição do meio ambiente.
• Na fotografia anterior provavelmente você não percebeu a placa, veja ela ampliada. Pergunto: A onde está a água para que seja possível nadar? A água da chuva provocará um lamaçal, impossível nadar.
• Até o ser humano está sendo despejado e provavelmente a indenização é bem pequena. Observando detalhadamente vê-se a destruição da residência e do pouco verde que resta.
• As casas do fundo também serão demolidas.
• Mesmo se plantarem árvores no local não será recuperada a vida no local.
• A máquina que deveria ser usada para melhorar a vida humana, está ali para destruir.
• O problema que o número de paulistanos que denunciam é muito pequeno.
• Esta é uma oportunidade de praticar a captura fotográfica com técnica e ao mesmo tempo agir pela vida.
• Esta é uma ação que deveria ser comum a todos brasileiros.

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS:

• Todos os direitos reservados! É proibido imprimir, copiar, distribuir (mesmo a título de gratuidade), encartar, reproduzir (por qualquer meio mecânico, eletrônico, digital, fotográficos, filme, e vídeo), sem a devida autorização fornecida por escrito pelo proprietário do Site FotoMBoé.com. Todas as imagens (desenhos, pinturas, ilustrações, fotografias, vídeos etc.), textos, slides show, galerias, apresentações (em Flash, exe, html etc.) foram produzidas por Vivaldo Armelin Júnior que é o detentor dos direitos autorais.
• É permitida a abertura exclusiva online, qualquer outra possibilidade é necessário autorização por excrito, como acima descrito. Contato por e-mail.

São Paulo - SP, Brasil
Voltar para o conteúdo