Hist1800A1Aa - FotoMBoe

Agosto/2019
“Fotografar é viver dos acertos e erros!”
Oito anos no ar!
Iniciado em: 01/10/2010
Ir para o conteúdo

Hist1800A1Aa

História > 1800 d.C.

1802 - Inglaterra

• Thomas Wedgwood, químico inglês, descobre que ao cobrir uma folha de papel com nitrato de prata e depois expô-lo à luz, ocorrerá o escurecimento da superfície impregnada pelo produto químico.

1807 - Inglaterra

• Willian Hyde Wollaston após longo estudo inventa uma câmera clara ou lúcida. Trata-se de uma caixa na forma de um paralelepípedo fixado a um pé. este era utilizado para fazer rascunho.

1816

• Joseph Nicéphore Niépce fala a seu irmão sobre a sua descoberta utilizando sais de prata. Nas suas experiências consegue obter imagens negativas após expor o suporte à sensibilização pela luz. Por ter obtido um negativo ele desiste da pesquisa.

1819

• Niépce descreve o processo usando betume da Judéia. Este produto químico era usado por muitos gravadores em matriz de metal com a técnica de gravação Água-forte. Foi inicialmente diluído com uma essência e aplicado sobre diversos suportes, como: o vidro, cobre etc. O processo de sensibilização era muito simples.

1826
• O físico frances Joseph Nicéphore Niépce consegue produzir a primeira imagem fotográfica. Papa obter essa imagem cobriu uma placa de vidro com betume da judeia em um espaço escuro e depois a colocou no interior de uma câmera escura. Esta câmera possuia um orifício para a entrada da luz e desta maneira era possível sensibilizar a placa. O tempo de exposição foi de oito horas.

1835
• Louis Daguerre, francês, pintor e pesquisador, optou por uma placa de cobre e a cobriu com sais de prata. Esta era sensibilizada pela luz, mas para visualizar a imagem era preciso expor a placa ao vapor de mercúrio. O resultado final dessas pesquisas só veio em 1939 com a sua invenção, o daguerreótipo. O tempo de exposição não era inferior a trinta minutos.

1839

Em 19 de agosto Daguerre faz o anúncio de sua invenção que levaria o nome de daguerreotipo ou equipamento de daguerreotipia.

1839/40
• É criada um papel emulsionado por sais de prata pelo físico britânico William Henry Fox Talbot que resultam após a sensibilização pela luz em uma imagem negativa. Surge com essa invenção a possibilidade de se fazer cópias positivas. Essa descoberta permitiu a diminuição dos custos. Para sua segurança Louis patenteou a descoberta em 1841.

1840 Brasil


São feitas pelo abade Louis Compte, um francês, as primeiras imagens fotográficas com o daguerreotipo, inventado por Daguerre, em terras brasileiras. Ele chegou ao Brasil na fragata "L’Orientale" como capelão. O tempo de exposição foi inferior a nove minutos.

1840 Brasil

Dom Pedro II, tinha entre quatorze ou quinze anos de idade, adquire o primeiro daguerreotipo, também conhecido na época como "equipamento de daguerreotipia". Todas as imagens do acervo de Dom Pedro II foram doadas por ele à Biblioteca Nacional quando teve que ir embora do país em razão da Proclamação da República.

1842 Brasil

• Ocorreu na Academia Imperial a Exposição Geral de Belas Artes, incluindo os daguerreotipos.

1851

• O processo denominado colódio úmido é descoberto pelo escultor britânico Frederick Scott Archer. Com essa técnica a placa é de vidro é coberta com uma solução de nitrocelulose, álcool e éter.


1851

• Richard Maddox, um médico britânico cria as chapas secas de gelatina e nitrato de prata. Os resultados foram muito expressivos e em 1878 são colocadas à venda em grande escala.

1851 Brasil

•  Henriqueta Hans foi a primeira mulher proprietária de um ateliê fotográfico no Brasil, mas precisamente na cidade do Rio de Janeiro.

1855 Brasil

•  Por volta deste ano dois fotógrafos, um francês, Victor Fronbd e um alemão, Revent Henrique Klumb, capturaram continuamente imagens da codade do Rio de Janeiro.

1860 Brasil

•  O daguerreotipo perde espaço quando surge o negativo de colódio úmido. Ainda são produzidas imagens únicas.

1861 Brasil

•  Novamente é repetida na Academia Imperial a Exposição Geral de Belas Artes, com mais imagem daguerreotipas. Vale lembrar que o Imperador D. Pedro II era um grande adepto da fotografia.

1866 Brasil

•  Pela terceira vez é organizada pela Academia Imperial uma a exposição de Belas Artes D. Pedro IIé um dos destaques, pois ele era um grande fotógrafo.

1873 Brasil

•  Mais uma exposição de Belas Artes na Academia Imperial.

1875 Brasil

•  Última Exposição promovida pela Academia Imperial de Belas Artes.

1880

• O jornal de Nova York, EUA, Daily Herald, foi o primeiro a imprimir em uma publicação uma imagem fotográfica. Uma cópia conservada desse jornal é cobiçada por colecionadores do mundo inteiro.

1888

• Nos Estados Unidos George Eastman, um americano, desenvolve a primeira câmera portátil e lança a marca Kodak. O comprador recebia a câmera com um rolo de filme em papel para cem capturas. O rolo do filme só era substituído em laboratório em uma sala escura.

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS:

• Todos os direitos reservados! É proibido imprimir, copiar, distribuir (mesmo a título de gratuidade), encartar, reproduzir (por qualquer meio mecânico, eletrônico, digital, fotográficos, filme, e vídeo), sem a devida autorização fornecida por escrito pelo proprietário do Site FotoMBoé.com. Todas as imagens (desenhos, pinturas, ilustrações, fotografias, vídeos etc.), textos, slides show, galerias, apresentações (em Flash, exe, html etc.) foram produzidas por Vivaldo Armelin Júnior que é o detentor dos direitos autorais.
• É permitida a abertura exclusiva online, qualquer outra possibilidade é necessário autorização por excrito, como acima descrito. Contato por e-mail.

São Paulo - SP, Brasil
Voltar para o conteúdo