ISO e Luz01 - FotoMBoe

Agosto/2019
“Fotografar é viver dos acertos e erros!”
Oito anos no ar!
Iniciado em: 01/10/2010
Ir para o conteúdo

ISO e Luz01

Exemplo Prático > ISO
• Para este trabalho foi usada a câmera Nikon L810, uma câmera já fora de linha, superzoom que permite ajuste entre ISO 80 e 1.600. Essa câmera tem várias opções de ajuste e tem boa qualidade final de imagem.
• O importante é entender a relação entre o valor ISO e a luz. Primeiro, a luz é o elemento principal de uma captura fotográfica e o sensor o segundo, antigamente o filme, com suas possibilidades de ajuste do ISO, em outras palavras, a sensibilidade do sensor à luz.
• Como já foi explicado em outras oportunidades, quanto menor é o valor ISO, menos sensível será o sensor e o contrário, quanto maior o valor ISO, maior será a sensibilidade do sensor. Entendam que quanto mais sensível é o sensor, menor a quantidade de luz necessária para sensibilizá-lo.
• Na imagem à direita o ajuste foi para ISO 80, nem todos os equipamentos, inclusive profissionais permitem esse ajuste, muitos o mínimo é o ISO 100, produziu-se uma imagem bem iluminada e rica em detalhes.
• A primeira imagem, acima e à esquerda, deste conjunto de três é a original, que foi capturada com o ajuste ISO 80. Há um impacto quanto ao contraste entre as nuvens, mais escuras e as mais claras.
• Já a segunda fotografia, acima e à direita, sofreu um ajuste quanto ao brilho e contraste, mas é uma cópia da foto original à esquerda. Nesse ajuste aumentou-se o contraste, assim foi possível aumentar o impacto entre as áreas claras e escuras.
• Por fim, a terceira imagem, ao lado e à esquerda, foi convertida para escala de cinza, condição que fez aumentar o contraste e deixando a imagem mais impactante e assombrosa.
• Observe que a imagem original, por não ter ISO elevado, não tem ruído ou granulação, mas, dependendo das condições climáticas o ISO poderia ser mais elevado. Observe que nem sempre precisamos elevar o ISO em um valor mais elevado. Com o equipamento sobre um suporte estável, como um tripé, facilitará a captura. Outro detalhe é de que o céu ainda não está completamente escuro.
• Por incrível que pareça, essa captura à direita, foi feita com ISO 400, mesmo sendo durante a noite. Essa é a vantagem de se ter um equipamento de melhor qualidade, para isso basta apoiar o equipamento em um local estável e firme.
• Caso o equipamento estivesse na mão o ISO precisaria ser mais elevado, porque o ajuste produzido pelo equipamento diminui a velocidade de obturação e abra totalmente o diafragma. Estes dois, em equipamentos reflex com lentes cambiáveis, é passível de ajustes manuais. Agora o que importa é você saber que elevar o ISO é uma solução, que impedirá grandes ampliações, por isso, criar condições de fazer capturas com ISO mais baixo é muito interessante. O ruído e a granulação podem também resultar em excelentes capturas.
• Com o ISO mais elevado a escuridão do céu passa a ser mais claro, há como ajustar isso via software, mas existe outro fator que é o brilho da iluminação de uma área urbana sobre as nuvens e o céu. Boa leitura e experiência!

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS:

• Todos os direitos reservados! É proibido imprimir, copiar, distribuir (mesmo a título de gratuidade), encartar, reproduzir (por qualquer meio mecânico, eletrônico, digital, fotográficos, filme, e vídeo), sem a devida autorização fornecida por escrito pelo proprietário do Site FotoMBoé.com. Todas as imagens (desenhos, pinturas, ilustrações, fotografias, vídeos etc.), textos, slides show, galerias, apresentações (em Flash, exe, html etc.) foram produzidas por Vivaldo Armelin Júnior que é o detentor dos direitos autorais.
• É permitida a abertura exclusiva online, qualquer outra possibilidade é necessário autorização por excrito, como acima descrito. Contato por e-mail.

São Paulo - SP, Brasil
Voltar para o conteúdo