ProfCampo01 - FotoMBoe

Agosto/2019
“Fotografar é viver dos acertos e erros!”
Oito anos no ar!
Iniciado em: 01/10/2010
Ir para o conteúdo

ProfCampo01

Exemplo Prático > Profdd de Campo
• Nesta imagem à esquerda a profundidade de campo é grande, pois tudo está em foco, ou seja, nítido. O problema é que nem todo equipamento compacto permite este ajuste manualmente, isso ocorre por não ser possível controlar a abertura do diafragma.
• Alguns equipamentos, ajustam o diafragma automaticamente, portanto não é possível fazê-lo manualmente, condição que nem sempre o faz levando em conta a profundidade de Campo
• Quanto mais aberto o diafragma, menor será a profundidade de campo e o f stop também terá menor valor, por exemplo: f/1.4, abertura máxima do diafragma, para algumas lentes, ou ainda, f/22, abertura mínima do diafragma. Este valor varia de equipamento para equipamento, entre os modelos e fabricantes. Nos reflex com lentes cambiáveis vai depender do tipo e modelo, se simples ou mais sofisticada.
• Nesta imagem, à direita, a profundidade de campo é menor do que a primeira, acima, mas com o fundo ainda bem definido. O desfoque do fundo valoriza a imagem da ave. É preciso lembrar que a imagem com pessoas ou animais, de qualquer espécie, a nitidez deve estar nos olhos destes, pois eles são os responsáveis pela expressão, humana ou de outros animais, aves, peixes, répteis etc.
• Porém, em muitas situações, a nitidez do fundo contará uma história, principalmente quando se está em viagem, em uma festa de aniversário ou casamento, por exemplo. Nestas ocasiões, as imagens capturadas dos convidados, do aniversariante, noivo e noiva, é preciso avaliar quando aumentar ou diminuir a profundidade de campo. Um retrato, em close-up, por exemplo, deve-se diminuir, na maioria das vezes, a profundidade de campo, pois desta maneira valorizará o rosto dos festejados, diferentemente das imagens em planos mais abertos, pois estes poderão destacar os participantes ao lado do(s) festejado(s).
 
• Com o desfoque do fundo, ou seja, menor profundidade de campo valorizou-se a flor e a abelha que nela pousou. Nem sempre esse efeito é possível em câmeras compactas, mas no modo macro ele vai ocorrer, principalmente se o macro for inferior a 5 cm. O segredo é experimentar e testar o equipamento.
 
• O desfoque quase que total do fundo valorizou a pequena flor. Nessas situações é importante fazer a opção correta, escolher o melhor ajuste, como o modo macro se sua câmera for compacta. Com câmera em que o modo macro é superior a 20 cm o efeito é perdido.
 
• Em celulares essa opção pode não existir, pois vai depender do modelo. Os mais caros tem essa opção via software e não lente. Com a evolução tecnológica a qualidade final no modo macro e com profundidade de campo menor ou maior é uma realidade, mas, repetindo, o bolso vai sentir a facada.
 
• Câmeras mais sofisticadas, como as superzoom e as mirrorless, também poderão proporcionar o ajuste da abertura ou fechamento do diafragma de maneira manual, porém seu preço poderá ser superior a uma câmera reflex com lente cambiável. A vantagem sobre esta segunda é que não haverá gasto com lentes, também o seu tamanho e peso facilitam o transporte. O fator desfavorável é que as lentes cambiáveis produzem melhores imagens.

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS:

• Todos os direitos reservados! É proibido imprimir, copiar, distribuir (mesmo a título de gratuidade), encartar, reproduzir (por qualquer meio mecânico, eletrônico, digital, fotográficos, filme, e vídeo), sem a devida autorização fornecida por escrito pelo proprietário do Site FotoMBoé.com. Todas as imagens (desenhos, pinturas, ilustrações, fotografias, vídeos etc.), textos, slides show, galerias, apresentações (em Flash, exe, html etc.) foram produzidas por Vivaldo Armelin Júnior que é o detentor dos direitos autorais.
• É permitida a abertura exclusiva online, qualquer outra possibilidade é necessário autorização por excrito, como acima descrito. Contato por e-mail.

São Paulo - SP, Brasil
Voltar para o conteúdo