Recortar01A - FotoMBoe

Novembro/2019
“Fotografar é saber 'OLHAR'!”
Nove anos no ar!
Iniciado em: 01/10/2010
Novo visual e facilidade de acesso!!!
Ir para o conteúdo

Recortar01A

Exemplo Prático > Temas K-Z > Recorte
• Muitas vezes é inevitável que algum elemento acabe fazendo parte da imagem, esse geralmente a prejudica. Para resolver o problema pode-se utilizar a ferramenta “Carimbo”, também conhecida como “Clone”, porém nem sempre o resultado final é o melhor, sem falar no tempo perdido trabalhando com a clonagem de uma área adjacente.
• Esses elementos muitas vezes são pequenos e ocupam uma área ínfima da imagem e na maioria das vezes estão em um dos cantos, como é o caso que é demonstrado na fotografia, à direita e acima, e destacado pela seta em vermelho na imagem abaixo desta primeira.
• Uma boa solução é o recorte (crop) que elimina o problema e causa quase nenhum dano à imagem. O resultado é visto na imagem abaixo e no centro.
• Qualquer software, como o Gimp, Paint.Net, Ashampoo Photo Commander, Adobe PhotoShop, Corel PaintShop, PhotoFiltre, PhotoScape, entre outros, você poderá recortar a imagem fotográfica. Neste exemplo utilizamos o software Ashampoo Photo Commander, que é pago.
• É interessante nessa situação fazer o recorte porque a área eliminada, mesmo quando houver ampliação na impressão em papel, não haverá perda na qualidade final da imagem.
• O recorte é uma operação muito simples e no caso do Ashampoo Photo Commander existem opções predefinidas para o tamanho em pixel ou é possível realizar o recorte pela unidade de medida do aspecto (4:3; 3:2, 16:9 etc.), ou ainda, livre (manual).
• O importante é saber optar pela melhor ferramenta no momento da edição, mas também pode-se realizar as duas ações, salvar as imagens com outro nome para não perder a original, fazendo a clonagem e o recorte.
• Bom trabalho e experiência!
Recorte II
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Fev./18
• O recorte não é a solução para tudo e sua ação irá diminuir a possibilidade de ampliação da imagem, no entanto, ele é extremamente útil, como será apresentado nos exemplos abaixo. Não tenha medo de ousar, mas recortes de áreas muito pequenas não possibilitarão ampliações de qualidade.
• O recorte (crop, em inglês) pode ajudar a equilibrar uma imagem reenquadrando, pode destacar uma área, possibilita estudar a nitidez das suas imagens, criar cursos etc.
• O ideal é fazer capturas em planos, ângulos e posições diferentes, mas nem sempre isso é possível.
• Nem sempre o enquadramento é o desejado, principalmente quando se trata de um flagrante ou alguém tira sua atenção. A solução está na pós-produção, ou seja, fazer o recorte (crop). Esse tipo de recorte estará reenquadrando o modelo principal, foi o que é possível visualizar nas duas primeiras imagens acima, na posição retrato (vertical). Um pequeno recorte solucionou o problema e equilibrou a imagem.
• Já o recorte à esquerda produziu um novo enquadramento e composição, a partir da mesma imagem, simplesmente recortando uma área do modelo na posição paisagem. A leitura agora é outra. São pequenas ações que fazem sua captura melhor.
• O recorte é uma solução caso você não tenha feito mais de uma captura em plano, ângulo e posição diferentes. Planos mais abertos ou mais fechados, no primeiro caso é a possibilidade da leitura do todo, no segundo de detalhes do modelo. O ângulo está associado à sua posição e vice-versa, são vários os ângulos a partir de uma mesma posição, deitado no chão, abaixado, sentado ou em pé.
• Na primeira imagem acima e à esquerda aparecem um carro e uma pessoa, duas interferências que atrapalham a composição e nem sempre posemos contar com as pessoas. A captura foi feita, o recorte é a solução, como é visto na imagem acima e à direita, quando foram eliminados os elementos indesejáveis.
• Outra possibilidade é uma nova composição, com a imagem na posição retrato e destacando apenas um dos modelos. Reforçando que, o ideal é fazer diversas capturas do mesmo modelo, mudando ângulo, plano e posição.
• Como seria difícil contar com a colaboração das pessoas, mesmo porque poderiam nem estar próximas a seus veículos e até pedir para que pessoas aguardem a captura fotográfica, a solução ficou para o recorte, a não ser que você tenha todo tempo do mundo.
• Caso não queira diminuir o potencial de ampliação de sua imagem, pode-se utilizar a ferramenta "Clone" ou "Carimbo",  este assunto já foi tratado em outras matérias do site FotoMboé.
• Muitos fotógrafos fazem uso desta ferramenta, principalmente os ligados ao jornalismo que exigem agilidade na hora da captura fotográfica. O flagrante impede que façam ajustes adequados, geralmente, nesses casos usam um outro modo, que não o "Manual".
• O importante é fazer boas capturas e que não exijam ações posteriores de recorte e clonagem, por exemplo, por isso, é muito importante saber as possibilidades de ajustes de seu equipamento, não importa qual é, uma simples câmera ou celular, ou ainda, um equipamento profissional. Para conhecer seu equipamento não basta ler o manual, é preciso fazer testes e experiências, não há na fotografia uma maneira única, por vários fatores, primeiro, as condições de iluminação, natural, artificial ou ambas; segundo cada fabricante produz equipamentos de maneira diferente, pois depende do tipo de sensor, lentes, da objetiva (fixa ou cambiável), do modo de ajuste da abertura do diafragma, da velocidade de obturação, entre tantos componentes que podem ser ajustados pelo equipamento - automaticamente ou manualmente pelo fotógrafo etc. Boas experiências e bom trabalho!
Recorte I
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mar./17
• Você pode recortar uma imagem para melhorar o enquadramento, destacar um elemento da composição, ressaltar detalhe(s), para criação de efeitos especiais, como, converter em desenho, pintura etc.
• Esse trabalho é possível em qualquer software, seja ele pago, free ou livre, nós usamos o Ashampoo Photo Commander (licenciado) para este trabalho, que é pago, mas tem preço justo. Nenhuma das fotos originais tem problema, mas sempre há a possibilidade de um novo enquadramento, agora no estúdio via software.
• No primeiro exemplo foi destacado o elemento principal, a pequena ponte, essa é uma das opções (acima).
• Recortar uma imagem na posição paisagem em retrato, o contrário também é possível, para destacar uma determinada área é uma ótima opção.
• Este terceiro exemplo nos mostra como o recorte muda a leitura do ambiente e valoriza(m) o(s) elemento(s) principal(is).

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS:

• Todos os direitos reservados! É proibido imprimir, copiar, distribuir (mesmo a título de gratuidade), encartar, reproduzir (por qualquer meio mecânico, eletrônico, digital, fotográficos, filme, e vídeo), sem a devida autorização fornecida por escrito pelo proprietário do Site FotoMBoé.com. Todas as imagens (desenhos, pinturas, ilustrações, fotografias, vídeos etc.), textos, slides show, galerias, apresentações (em Flash, exe, html etc.) foram produzidas por Vivaldo Armelin Júnior que é o detentor dos direitos autorais.
• É permitida a abertura exclusiva online, qualquer outra possibilidade é necessário autorização por excrito, como acima descrito. Contato por e-mail.

São Paulo - SP, Brasil
Voltar para o conteúdo