Zoom Óptico01 - FotoMBoe

Outubro/2019
“Fotografar é viver dos acertos e erros!”
Nove anos no ar!
Iniciado em: 01/10/2010
Novo visual e facilidade de acesso!!!
Ir para o conteúdo

Zoom Óptico01

Equipamento > Zoom Óptico
Em ordem de lançamento!
Zoom Óptico 06
Por: Vivaldo Armelin Jr.
• O zoom óptico não é feito apenas para fotografar paisagens, mas também detalhes animais, domésticos ou não, de uma edificação, planta, veículo etc. Você pode até simular com o zoom óptico o modo macro.
• Esse recurso está presente em todo equipamento fotográfico digital do intermediário ao avançado, das superzoom às mirrorless, o que varia é a capacidade de aproximação.
• As lentes dos equipamentos fotográficos digitais compactos com zoom acima de 5x permitem, ou melhor, possibilitam a captura de imagens de insetos, pequenas plantas, pequenos animais, de uma edificação, de uma experiência científica ou escolar, do preparo de um alimento, de alimentos...
• Nesta sugestão usamos a câmera compacta Samsung ES95, zoom óptico de 5X, resolução de 16 MP.
• A primeira imagem, acima e à esquerda, foi feita sem zoom óptico, já a segunda, à direita, com o zoom de 5X, ou seja, potência máxima. As duas imagens se completam, uma é descritiva por estar em plano mais aberto, já a segunda é mais emotiva por estar em um plano mais fechado.
• Os três exemplos demonstram a capacidade do zoom óptico e como criam composições interessantes, muitas vezes impossíveis quando muito próximo do modelo.
• Quando o fotógrafo está muito próximo a própria sombra poderá interferir, mas também será impossível conseguir aquele ângulo especial, o plano, os efeitos produzidos pela luz, pelas áreas de contraste e gradação tonal, a qualidade da(s) forma(as), textura etc.
• O uso do zoom óptico deve ser controlado, porém nessas situações o resultado poderá ser muito melhor do que no modo macro. Lembre-se, evitar o uso do zoom digital é importante para a boa qualidade da imagem fotográfica.
Zoom Óptico
Por: Vivaldo Armelin Júnior
• O uso do zoom é uma excelente opção para se obter imagens inusitadas e diferenciadas, melhor ainda quando sua câmera superzoom, mirrorless ou reflex de entrada ou full frame, que permite uma aproximação maior dependendo da lente.
• Uma câmera superzoom é uma ótima opção para este tipo de imagem, pois a maioria delas o zoom passa de 15X.
• Essas imagens podem ser capturadas a partir de um ponto elevado, um edifício, morro, montanha, mirante, torre etc.
• O fotógrafo precisa segurar o equipamento com firmeza e se possível prender a respiração durante o disparo.
• Outra solução é apoiar a câmera em uma superfície estabilizada, como, um muro, mesa, cadeira, escada etc. Também é interessante ter um tripé, mesmo aqueles mais simples.
• As superzoom tem modelos que chegam a mais de 50X a aproximação do zoom óptico, porém, não se entusiasme com o zoom digital, não vale a pena.
 • Uma superzoom deve ser usada com cuidado para não violar os direitos e privacidade de pessoas, pois isso é crime. Fazer imagens inusitadas não é desrespeitar os direitos das pessoas.
• Esse tipo de fotografia poderá ser de uma área urbana ou de uma rural.
• Dependendo do modelo da câmera superzoom será necessário o uso de um tripé.
• Nós usamos uma câmera Nikon, superzoom, de 26X, modelo Coolpix L810.
• As imagens muitas vezes tem uma névoa, essa poderá ser eliminada usando a ferramenta “Brilho e contraste...” existente nos editores de imagens e até nos visualizadores de imagem. Quando o software permitir ajuste manual e não automatizado o resultado final será melhor. Sugerimos o Paint.Net, o Gimp (livre) e o IrfanView, todos grátis. Dos pagos uma boa opção é o Ashampoo Photo Commander, o ACDSee, o Corel PaintShop etc.
• Uma câmera com zoom óptico menor também poderá ser utilizada, condição que limita, mas não impede excelentes capturas.
• Uma câmera mirrorless, reflex de entrada ou full frame, são intercambiáveis, portanto permitem a troca da lente, condição que favorece a captura mais limpa, mesmo porque o tamanho do sensor destes equipamentos é bem maior do que as compactas e as superzoom.
• Não existe câmera superzoom com zoom digital, pois na realidade ocorre, nestes casos apenas a ampliação de uma área da imagem capturada, ou seja, haverá ampliação dos pixels e não uma ampliação óptica. Cuidado com “vendedores” que afirmam ter qualidade o zoom digital.
Zoom Estudo 01
Por: Vivaldo Armelin Jr.
• Nesta edição mais uma oportunidade de entender e saber utilizar o zoom óptico, ele é ótimo, mas quanto mais longo o zoom, mais achatada será a imagem, pois a quantidade de luz que chega ao sensor é reduzida, nessas condições o volume é perdido.
• O contraste e a variação tonal perdem em qualidade, consequentemente a sensação do volume é perdida.
• Nesta primeira imagem acima, em um plano mais aberto e a segunda um plano mais fechado destacando a pelagem do animal, capivara. É óbvio que o uso do zoom mais fechado é preciso tomar cuidado para não tremer, principalmente se estiver usando o modo automático de foco. Sabe-se que muitos equipamentos compactos e celulares não possuem essa opção de ajuste, portanto, é recomendado o uso de um apoio ou de um tripé.
• Evitar o uso do zoom óptico no máximo, pois pode ocorrer um problema que é a perda de nitidez e até o foco. Há também grande perda de luz.
 
 
 
  • O zoom óptico também poderá proporcionar fotos macro, desde que tenha um bom zoom ótico e a distância focal compatível. Nestas imagens acima, é possível perceber sem o zoom óptico e com ele. Observar que em nenhum dos exemplos foi usado simultaneamente o zoom óptico e o digital. Este segundo não produz boas imagens.
  • Alguns equipamentos compactos tem a opção de usar o zoom óptico no modo macro, mas para isso a distância focal deve ser respeitada, geralmente a dois centímetros ele não funciona. Caso o acione haverá desfoque.

Zoom óptico de 10 X.

Zoom óptico de 26 X.

• Captura com câmera Superzoom.

— COMENTÁRIO:

• Usamos uma câmera Nikon Colpix L810, com resolução de 16 MP e zoom óptico de até 26 X.
• A primeira imagem (acima) foi utilizado um zoom de 10 X. A composição fica com muitos elementos e pouco destaque no pássaro, bem-te-vi, sobre a antena.
• Como o tempo estava extremamente nublado foi utilizado ISO 80 na primeira foto e ISO 600 na segunda.
• A segunda imagem privilegiou a ave, com grande destaque para ela e mostrou onde estava pousada. A vantagem desta segunda é a maior exposição do pássaro.
• Havia a possibilidade de usar o zoom digital, mas este não amplia opticamente a imagem, mas sim uma área da imagem capturada via software. A imagem cairia muito de qualidade.
• Em outra oportunidade mostraremos a diferença do zoom óptico e digital.


A Composição com zoom óptico II
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jun./19
• Para estas fotografias foi usada a câmera Nikon L810, uma superzoom compacta com zoom máximo de 26x (equivalente a uma câmera de 35 mm 22 x 585 mm). Uma distância focal interessante, pois vai de uma grande angular até uma tele.
• É necessário observar com atenção o ambiente, seja para uma fotografia comum ou um flagrante, nesse segundo caso a observação será mais rápida, mas ainda precisa. Isso é a maneira de ver, ou seja, o olhar pessoal e característico do fotógrafo ou fotógrafa. Não se esqueça de analisar a luz, essa análise varia de acordo com o horário e a posição da fonte de luz, no exemplo, o sol. Observando a luz, simultaneamente, observar as áreas de claro/escuro e luz e sombra, sejam sombras próprias bem como as projetadas. Com a experiência, essa ação, passa a ser quase que totalmente intuitiva. Em algumas situações é importante o uso de um tripé ou monopé, principalmente com o uso do zoom óptico no máximo da aproximação. Vale lembrar que o zoom óptico quanto maior for produzirá um achatamento (chapado) da imagem, em outras palavras, perde volume. Isso ocorre em função da pouca luz que chega ao sensor ou filme. Em fotografia só se aprende e se aperfeiçoa fazendo experimentos, alguns darão certo, outros errados. Importante: o erro leva a perfeição.
• Para finalizar, é importante para se fotografar edificações manter a "linha do horizonte na horizontal" para evitar mal-estar quando da visualização, ou seja, obter uma imagem desequilibrada e sem interesse. Esse ajuste pode ser feito em diversos softwares de edição de imagem, pagos, grátis e ou os livres.
Importante: O uso do zoom óptico ou digital não pode violar os direitos da privacidade de terceiros, portanto espionar é crime! É preciso respeitar os direitos para que convivamos em harmonia.
A Composição com zoom óptico I
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jul./18
• Neste mês de julho/18 um exemplo simples do uso do zoom óptico para contar uma história, nosso modelo, uma anta. Registrar apenas em uma captura quando se tem no equipamento zoom óptico é perder detalhes do animal, como é o caso da anta.
• Com o plano mais aberto é possível visualizar e analisar o ambiente onde o animal vive, já com a captura usando o zoom óptico é possível perceber os detalhes de sua pelagem, formas das patas, cauda etc.
• Fazer uma única (desculpem-me a redundância) é perder oportunidade de contar uma história, chamar a atenção de quem está visualizando sua imagem. O zoom óptico garante a nitidez, a qualidade da imagem, a resolução (as possibilidades de ampliação) etc.
• Mais uma vez sugiro evitar o zoom digital, use-o apenas quando não se tem outra opção, a qualidade final da imagem não é boa e a resolução é resuzida, portanto não produzirá boa ampliação!
• Não se usa o zoom óptico a toda hora, mas quando possível, ou seja, quando não há como se aproximar do modelo é um ótimo recurso contido em seu equipamento.
• A composição é a mesma quando se faz captura sem o zoom óptico, mas é preciso observar que com o zoom óptico a quantidade de luz que adentra a lente é menor, portanto a luz que atinge o sensor é mais fraca. Prestar atenção nos ajustes é fundamental para uma ótima captura. Boa experiência!

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS:

• Todos os direitos reservados! É proibido imprimir, copiar, distribuir (mesmo a título de gratuidade), encartar, reproduzir (por qualquer meio mecânico, eletrônico, digital, fotográficos, filme, e vídeo), sem a devida autorização fornecida por escrito pelo proprietário do Site FotoMBoé.com. Todas as imagens (desenhos, pinturas, ilustrações, fotografias, vídeos etc.), textos, slides show, galerias, apresentações (em Flash, exe, html etc.) foram produzidas por Vivaldo Armelin Júnior que é o detentor dos direitos autorais.
• É permitida a abertura exclusiva online, qualquer outra possibilidade é necessário autorização por excrito, como acima descrito. Contato por e-mail.

São Paulo - SP, Brasil
Voltar para o conteúdo